01 março 2015

Diário de viagem: um hotel muito charmoso em Buenos Aires e seu restaurante impecável

O aconchego do restaurante do Hotel Fierro 

No dia 5 de fevereiro cheguei a Buenos Aires, pelo Aeroparque, no horário previsto (9:30 h) e fui muito bem recepcionada pelo Alejandro, enviado pela Wines of Argentina para me conduzir naqueles primeiros momentos na capital argentina. Um sujeito muito atencioso, que me contou várias histórias sobre seu país e me surpreendeu ao perguntar sobre o time de basquete de Uberlândia ao saber de qual cidade eu havia partido. Fiquei bem feliz por ele conhecer a fama do nosso time, que já conquistou o campeonato sul-americano, em 2005.

Do aeroporto fomos para o Hotel Fierro, em Palermo Hollywood, um charmoso e pequeno hotel boutique que está nos “roteiros de charme” da capital, muito bem avaliado nos sites de viagens, daqueles em que o próprio consumidor dá suas notas. O quarto era moderno, aconchegante, amplo. Nesse dia pedi apenas um room service e fiquei por ali para descansar da viagem e fiquei bem impressionada com o lanche que pedi. Muito cuidado com tudo, até mesmo com o visual de um simples lanche. 


No dia seguinte, no café da manhã, conheci um dos meus companheiros de viagem, o jornalista Bruno Agostini, inquieto, culto, conhecedor de muitos lugares mundo afora e que estava na sua enésima visita a Buenos Aires. O papo foi muito bom e o café da manhã melhor ainda no restaurante do hotel, chamado UCO. Seu chef é irlandês e o café tem um ar caseiro, artesanal, com sucos frescos, alimentos orgânicos, pães feitos na casa e o melhor iogurte caseiro que já comi. Tanto hotel como seu restaurante foram ótimas experiências que recomendo a todos.  

Nesse mesmo dia, no almoço, já na companhia de todos da viagem, incluindo o jornalista Marcel Miwa, do Estadão, e o Deco Rossi, representante da Wines of Argentina no Brasil, iniciamos os trabalhos. Marcel é o mais quieto e discreto do grupo, degustador experiente e preciso, descobre nos vinhos detalhes que somente os muito “rodados” tem capacidade de enxergar. Deco, nosso anfitrião brasileiro em terras argentinas, sempre é o responsável por unir integrantes de um grupo tão heterogêneo de maneira muito amigável e sincera, até para não sentirmos tanta falta de casa. 

Uma das entradas: ovo de 4 minutos, panceta, morrones assados, croutons de morcilla e folhas verdes

A entrada servida foi um granité de melão com erva doce, cebolas roxas e brotos de agrião, harmonizado com Colomé Torrontés 2014. Já o primeiro prato, uma insalata de tomates, berinjela assada, burrata e brotos de alfavaca com molho pesto ficou muito interessante com o Primogénito Chardonnay 2014 (bodega Patritti). 

Dois dos excelentes vinhos do agradável almoço

O segundo prato!

O segundo prato foi a pesca do dia (truta) com purê aromatizado com açafrão, salada mediterrânea de vegetais e harmonizamos com dois vinhos: Kaiken Terroir Series Corte 2012 e o Miras Pinot Noir 2011

Para finalizar em grande estilo a sobremesa: vulcão de chocolate, creme de baunilha de Madagascar e flor de sal da Patagônia, harmonizado com Malamado 2012, um vinho fortificado com 100% malbec, ideal para acompanhar sobremesas à base de chocolate.

Dá pra você perceber a dificuldade que foi esse primeiro dia na Argentina, não? Domingo que vem tem mais por aqui. 

Tim-tim!


Capricho total, mesmo para um simples lanche pedido no quarto


O melhor iogurte natural que já comi


Um comentário:

Rodrigo Rosa disse...

Olá Erika,

Sensacional o iogurte e os sucos. Belíssimas fotos e descrição idem da viagem. Show de bola!!!

Abraços!!!