04 maio 2015

Gosta de vinhos sem passagem por madeira? Se sim, experimente esse Kalfu Kuda Chardonnay Unoaked 2013


A foto não saiu boa, porque estava à noite e com pouca iluminação. Mas, isso felizmente não interfere no resultado da degustação desse chardonnay sem passagem por madeira, com uvas do Vale de Leyda, região chilena bem próxima ao Oceano Pacífico. Por isso, sofre suas influências, garantindo aos vinhos boa acidez e mineralidade. 

É elaborado pela famosa Viña Ventisquero e em seu rótulo duas expressões que remetem à cultura Mapuche, povo indígena da região centro-sul do Chile e do Sudoeste argentino. Em sua língua (mapudungun) a palavra kalfu significa azul, a cor mais importante para esse povo, pois remete à origem vida, à cor do mar. E kuda é o cavalo marinho, cujo nome científico é Hippocampus kuda, considerado símbolo de fortaleza e poder. 

Quanto ao vinho, como dito, não passa por barricas de carvalho, daí a expressão unoaked no rótulo. Por isso preserva todas as características de aromas e sabores da uva, sem interferência da madeira, que pode ser benéfica quando agrega complexidade e corpo ao vinho, por exemplo. 

Na taça tem coloração amarelo palha. Aromas intensos, algo vegetal no início lembrando folha de tomate, o que é um descritor aromático dos vinhos com a sauvignon blanc, mas juro que estava lá, acompanhado de mineralidade e, depois que essa primeira impressão se dissipou, apareceram frutos tropicais, especialmente abacaxi. 

Na boca tem boa untuosidade, grande frescor dado pela acidez e mineralidade bem presente. Frutos marcando presença, com algo cítrico também, parecendo tangerina. Final de boa persistência, frutado, com palato bem mineral. 

Vinho de muita personalidade, mesmo sem a interferência das barricas de carvalho. Aprovado e sem dúvida irá muito bem acompanhando a culinária oriental, mesmo se for mais condimentada. Tem 13% de álcool, sem aparecer em nenhum momento. 


Detalhes da compra:

O vinho é importado pela Domno e aqui em Minas Gerais pode ser encontrado na faixa dos R$85-90, mas pode ser mais barato dependendo da situação tributária do seu estado. Aqui no glorioso estado mineiro os tributos abocanham mais de 50% do valor do vinho. 

Saúde a todos!



Nenhum comentário: