09 agosto 2015

Elegância europeia em solo chileno: Leyda Single Vineyard Neblina Riesling 2010


Gostamos muito de vinhos com a Riesling aqui em casa. Mas, não é fácil encontrá-los em nossa região e também é um tanto complicado vê-los em um portfólio de produtores da América do Sul.

Ao entrevistar recentemente o enólogo Nicolas Perez, da Viña Leyda (relembre), vi que a vinícola elaborara um vinho desses e não tive dúvida em comprá-lo na hora, mesmo sendo de uma safra mais antiga (2010), o que não é tão aconselhável. Mas, apesar desse fato, o vinho está em ótima forma.

Não se encontra maiores informações sobre a vinificação no site da vinícola ou no contra-rótulo, mas é bem provável que o vinho não tenha passagem por madeira, preservando as características da variedade cultivada em vinhedos de clima frio, com forte influência do Oceano Pacífico, favorecendo um amadurecimento lento das uvas, com destaque para a mineralidade.  

O vinho tem 12% de teor alcoólico e na taça tem coloração amarelo palha. Aromas muito típicos da Riesling e de boa complexidade, frutos cítricos (lima e limão), muita mineralidade e aquela lembrança de derivados de petróleo, querosene e borracha.

* Se você não está acostumado com esses aromas não se preocupe, nesse caso eles são agradáveis e ficam mais intensos na medida em que os Riesling envelhecem. 

Na boca é bem seco, o que o deixa muito gastronômico. A mineralidade está bem presente, acompanhada pelo cítrico e pelas notas de borracha. Vinho "sério", com estilo mais próximo dos grandes vinhos alemães ou franceses da Alsácia. Frescor e elegância indiscutíveis. 

Final de boa persistência, repetindo no palato a boa complexidade.   


Detalhes da compra

Esse vinho é importado pela Grand Cru e vendido em sua loja virtual por R$ 89. Será um ótimo par para peixes, do ceviche às sardinhas assadas.   

Saúde a todos!




Nenhum comentário: