14 setembro 2015

Refrescante e gastronômico, vale a pena conhecer o Quinta do Ameal Loureiro Clássico Vinho Verde 2014


No último dia 2 de setembro aconteceu mais uma degustação virtual do canal Winebar, desta vez com temática envolvendo um dos vinhos mais tradicionais elaborados em Portugal: o Vinho Verde, que nasce na região norte do país, no Minho, e pode ser tanto branco como tinto. Em ambos os casos a principal característica é seu frescor!

Para ver o vídeo da degustação, clique aqui

O vinho de hoje é elaborado pela Quinta do Ameal, instalada em uma propriedade muito antiga (1710) onde é cultivada a variedade Loureiro, que atinge grande expressão aromática e gustativa no Vale do Lima, onde está situada a vinícola. 

Os vinhos são elaborados com uvas de vinhedos próprios, cultivados organicamente, e exportador para mais de 15 países. 

Esse vinho é rotulado como Loureiro, embora tenha uma pequena parcela (10%) da variedade Arinto e não tem passagem por barricas de carvalho. Mas, passa de 3 a 6 meses maturando em cubas de inox com temperatura controlada. Tem 11% de álcool. 

Na taça a coloração é palha, com formação de bolhinhas nas paredes da taça, que dão famosa sensação de "agulhas" quando degustado. 

Aromas bem intensos, com destaques florais e cítricos. Na boca é leve, com muita refrescância em razão da grande acidez. A mineralidade domina o paladar, unindo-se às notas florais e frutadas. Mineral, sem ser salgado, como pode acontecer com alguns vinhos.  

Final de média persistência, com a boca salivando em razão da acidez. Ideal para acompanhar uma ampla variedade de pratos, como peixe frito, saladas e muitas opções da culinária oriental.

Vinho refrescante, gastronômico, de boa complexidade. Tem tudo aquilo que lemos nos livros a respeito dos bons Vinhos Verdes. 


Detalhes da compra:

O vinho é importado pela Qualimpor e vendido na faixa dos R$ 110-115.

Saúde a todos!



Nenhum comentário: