21 janeiro 2016

Casa Valduga acerta ao lançar sua linha de cervejas especiais


Há algum tempo tenho me dedicado às cervejas especiais, estudando a respeito desse imenso mundo (como fiz com os vinhos), degustando, escrevendo e fazendo minha própria cerveja em casa. Tudo isso me permite - creio eu - avaliar como um grande acerto a entrada da Casa Valduga no mercado das cervejas especiais. 

É uma tendência do mercado. Tanto vinícolas quanto as grandes cervejarias apostam nesse nicho que tem consumidores cada vez mais exigentes. Porém, nem todas as apostas tem sido um acerto, porque já provei cervejas bem simples e algumas até ruins, porque uma cerveja para ser chamada de especial deve ter atributos que as lagers industrializadas e que padronizaram o paladar do brasileiro definitivamente não possuem. 

Mas vamos ao que motivou esse texto. 

A linha chama-se Leopoldina, nome que já faz parte da história da vinícola, e foram lançados cinco estilos. Provei todas e acredito que estão em um nível muito bom, algumas com predicados bem interessantes. Segue rápida análise, com preços da loja virtual, sem considerar os impostos para estados como SP ou MG.

Foto: evento "Sabores Gerais" (Wine Home / Maison Greta Cauê) - Novembro/15. 

- Leopoldina Pilsner Extra :: convenhamos, uma lager elaborada apenas com malte de cevada e lúpulo importado tem seu valor. É uma cerveja leve, mas de bom corpo. Ideal para quem já gosta das cervejas "puro malte" que estão disponíveis no mercado. Como sugestão, acredito que uma espuma mais persistente poderia deixar a cerveja mais cremosa ainda. Preço: R$ 20.

- Leopoldina India Pale Ale :: esse é meu estilo preferido, embora não goste tanto das IPA que tenham um amargor acima da média. Essa é harmônica nesse quesito, pois o amargor do lúpulo está em bom equilíbrio com o malte. Preço: R$ 25.

- Leopoldina Weissbier :: provavelmente a porta de entrada para o mundo das cervejas especiais são as Weiss, cervejas de trigo encorpadas, aromáticas e com paladar adocicado. Essa segue o estilo e tem algo bem interessante, que pode parecer insignificante, mas não é. Sabe aqueles copos grandes, especiais para as cervejas de trigo? Pois é, eles tem 500 ml, mas a grande maioria das cervejas brasileiras de trigo tem 600 ml. Essa foi feita para que toda a garrafa seja servida de uma só vez, como se faz na Alemanha, por exemplo. Preço: R$ 23.

- Leopoldina Witbier :: quem gosta de cerveja refrescante esse é um estilo interessante. Surgida na Bélgica, as Witbier são cervejas elaboradas com trigo, mas com aditivos que as deixam bem aromáticas e cítricas. Essa Leopoldina segue a tradição e leva em sua elaboração sementes de coentro e raspas de limão siciliano. Preço: R$ 16.

- Leopoldina Old Strong Ale :: essa é uma cerveja potente (11% de álcool) e complexa. Deve ser bebida com atenção, não só para não se embriagar com facilidade, mas principalmente para apreciar sua complexidade. É uma cerveja escura, com aromas lembrando nozes, mel e vinhos licorosos. Tem maturação de 10 meses em barricas de carvalho francês e a segunda fermentação acontece na própria garrafa, como os espumantes elaborados pelo método Champenoise. A garrafa é um diferencial, lacrada com cera. Preço: R$ 130.

Saúde a todos!

Nenhum comentário: