04 fevereiro 2016

Boa opção de Borgonha por R$ 90 (ou menos): Ropiteau Frères Mâcon-Villages AOC 2013 #CBE


Não é fácil apostar em vinhos da Borgonha abaixo dos R$ 100. Mas, os riscos me parecem menores entre os brancos, porque os Pinot Noir nessa faixa de preços costumam ser muito simples ou decepcionantes. 

Esse vinho deveria ter sido comentado aqui em abril do ano passado, quando o amigo Silvestre Tavares (do excelente Vivendo a Vida) escolheu o tema do mês para nossa Confraria Brasileira de Enoblogs - CBE: "Branco da Borgonha até 150 reais". 

Então, antes tarde do que nunca!

No dia 14 de janeiro abrimos em casa esse 100% Chardonnay, elaborado pela Ropiteau Frères, fundada em 1848, que tem vinhos de 12 denominações dentro da complexa Borgonha, atendendo a todos os gostos e bolsos. Esse vem da AOC Mâcon-Villages, destinada apenas aos vinhos brancos elaborados exclusivamente com a Chardonnay, cujas regras foram estabelecidas em 1937.

Segundo o importador o vinho tem amadurecimento parte em tanques de inox, parte em barricas de carvalho. Tem 12,5% de álcool.

Na taça coloração palha. Bons aromas, Notas cítricas mais evidentes, mas também frutos tropicais e leve mineralidade. Em boca tem bom corpo e untuosidade. Elegante, tem interferência da madeira, mas sem excessos. Mineral e boa fruta cítrica e tropical dão boa complexidade.

Final persistente. Fruta se sobrepondo à madeira. Palato com toques minerais e leve álcool aparecendo, apesar do baixo teor. Talvez o único senão para esse vinho.

Boa compra para experimentar um Borgonha de região "menos genérica". Para harmonizar imagino queijos leves, ceviche, peixes grelhados, saladas de folhas ou entradinhas descontraídas.


Detalhes da compra:

Por essa garrafa paguei R$76 no site da Wine, por ser associado a um clube deles, mas seu preço normal de venda é R$90. Eles também são os importadores desse produtor para o Brasil.

* Esse é o 113º vinho que comento para a primeira e única confraria virtual do país, nossa gloriosa CBE. 

Saúde a todos!



Nenhum comentário: