18 fevereiro 2016

Um italiano bem fácil de beber: San Marzano Il Pumo Rosso Salento IGP 2013


No fim de janeiro estivemos na casa dos amigos Suzy e Adriano para mais uma noite muito agradável, com muitos vinhos, comida boa, rock and roll e muitas risadas. Embora eu não tenha ido preparado para escrever sobre os vinhos da noite, dois deles me chamaram a atenção e resolvi falar sobre eles aqui. 

O primeiro é esse italiano elaborado na região da Puglia, onde a Primitivo é a uva tinta mais importante, mas nesse vinho ela não aparece, pois o corte leva Sangiovese, Malvasia Nera e Aglianico, sem passagem por barricas de carvalho e com 13,5% de álcool.  

O produtor é a Cantine San Marzano, nascida em 1962 a partir da união de 19 famílias de viticultores, na Puglia. Atualmente cerca de 1.200 produtores participam da cooperativa, com sede na região de Primitivo de Manduria, uma famosa DOP (Denominazione di Origine Protetta).
    
Na taça o vinho tem coloração rubi. Muito aromático, com destaques para frutos negros, ameixa, amora. Bom corpo, fresco, com boa acidez e taninos já bem macios. Um vinho facílimo de beber, com leves notas adocicadas, sem arestas ou qualquer desequilíbrio. Gastronômico, mas funciona muito bem como aperitivo, embora eu ache um certo desperdício abrir um vinho italiano que não seja para acompanhar uma refeição. 

Final longo, prazeroso, com a boca salivando e pedindo mais um gole. Ponto alto para a harmonia e maciez do vinho, saindo um pouco daquele perfil mais potente de alguns Primitivos da região, até porque não passa por madeira. Parece em seu auge nesse momento, embora a importadora indique um potencial de guarda de 5 anos. 


Detalhes da compra:

O importador é a Grand Cru, que o vende em sua loja virtual por R$ 65. 

Saúde a todos!




Nenhum comentário: