14 fevereiro 2016

Vale a pena comprar um Casillero del Diablo?


Já não compro vinhos da linha Casillero del Diablo e os motivos são simples: a essa altura, na condição de apreciador de vinhos com alguma experiência, procuro vinhos diferentes, mais interessantes e até mais baratos do que esse clássico da Concha y Toro. Portanto, minha praia são as descobertas. 

Mas, no mês de janeiro fui ao supermercado e estava na seção de vinhos quando escutei o seguinte diálogo entre duas mulheres, já com mais de trinta anos. Ressalto que uma delas estava com um Santa Carolina Reservado nas mãos:

- Esse aqui é mais amadeirado que o outro, né?
- Acho que sim. Cabernet Sauvignon é muito amadeirado. 
- Liga para o Fulano e pergunta se pode ser esse. 
 (...)
- Ele falou para comprar o Casillero que é muito bom. 
- Nossa, nunca bebi esse vinho. Vou adorar! 

Pegaram duas garrafas do Casillero Carmenère e levaram para casa, felizes e empolgadas por beberem pela primeira vez o famoso vinho, cuja lenda ainda impressiona muitos consumidores. Vendo a cena, resolvi comprar esse Chardonnay 2015 para relembrar a experiência.   

Então, a resposta para a pergunta do título é SIM! São vinhos bem feitos, de um estilo que agrada principalmente o paladar do consumidor iniciante (combinação entre madeira, álcool e notas adocicadas) e um preço não tão salgado.

* Se você já passou dessa fase, tudo bem, mas não vale torcer o nariz para a importância da linha para o crescimento do número de novos consumidores de vinho no Brasil e para sua qualidade média sempre boa. 

E qual a importância de terem, ambas as mulheres da história, mais de 30 anos? Apenas para observar que em grande parte do país começamos a beber vinhos já com uma idade mais alta, porque não temos cultura vinícola (exceto o sul do país) e principalmente porque somente depois de uma certa estabilidade profissional é que conseguimos desembolsar o que vale uma garrafa de vinho.  

Quanto ao Chardonnay, que tem 13,5% de álcool e uma breve passagem por barricas de carvalho, tenho a dizer que é um vinho fácil de beber, com notas tropicais em seus aromas e na boca, uma acidez mediana, mas o vinho é bem vivo.

Tem bom corpo, com notas levemente adocicadas, um leve abaunilhado da madeira. Final persistente, agradável, sem muita complexidade, mas demonstra que é um vinho muito bem feito e que está em nível de qualidade compatível com seu preço.


Detalhes da compra:

Comprei esse vinho em um supermercado aqui em Uberlândia pagando R$ 41 pela garrafa. Sim, foi-se o tempo que o Casillero del Diablo custava menos de R$ 30. Tempos complicados!  

Saúde a todos!



6 comentários:

Ronni Paul disse...

Gosto muito da linha Reserva...Reservado já não gosto.
Acho vinhos sem defeitos, já experimentei várias safras, principalmente o CabSav, e achei a qualidade constante.
Tomei o Devil´s Collection, achando que seria muito superior ao Reserva, mas, para mim, isso não se comprovou...Agora estou com um Reserva Privada (R$ 37 em Santiago) para experimentar...vamos ver...
Viajo muito à Santiago por força do trabalho, e um Reserva, mesmo com o dólar no patamar do Aconcágua (rs!) custa pouco mais de R$20 no varejo por lá...
Abraços...

Edward disse...

Às vezes fico triste com a fama que vinhos tão famosos como o Casillero del Diablo acabam recebendo.

Na minha opinião são vinhos bem-feitos que acabam sendo demonizados por terem distribuição maciça em todo o mundo. Sim, depois de algum tempo é inevitável que passemos a nos arriscar com rótulos mais caros e menos conhecidos, mas essa linha sempre será um porto seguro para quando quisermos um produto acessível e de qualidade. O último que abri foi o Sauvignon Blanc, e estava fantástico.

Saúde!

Vinho para Todos disse...

Edward,
acho que pensamos da mesma forma.
saúde!

Vinho para Todos disse...

Ronni,
a linha Reservado realmente não está no mesmo nível dos Casillero.
salvo melhor juízo, sequer existe no Chile, sendo engarrafado para o "mercado externo", leia-se BRASIL.
abraço!

Anônimo disse...

Um brinde a esse blog, que escreve sem preconceitos e seu esnobismo.

parabens!

Vitor Machado

Anônimo disse...

Este blog é realmente muito interessante de se ler principalmente por quem se interessa muito por vinhos.