02 junho 2016

Corte espanhol bem interessante: Abadal Pla de Bages D.O. 2013 #CBE


O tema desse mês para nossa Confraria Brasileira de Enoblogs - CBE foi escolhido pelo amigo Deco Rossi, do consistente blog Enodeco. Amante que é da cabernet franc, escolheu que o vinho do mês deveria ser um corte em que essa uva prevaleça, o que não foi uma tarefa fácil. 

A maioria dos vinhos disponíveis no mercado brasileiro têm a cabernet franc como coadjuvante, normalmente da cabernet sauvignon ou da merlot. Mas, ao encontrar esse espanhol em que a cabernet franc predomina sobre a tempranillo, uva símbolo do país, não tive dúvida de que seria uma experiência interessante. Até porque vem de uma região que eu ainda não tinha provado: Pla de Bages, uma Denominación de Origen bem pequena, que possui atualmente 14 vinícolas, representada por sua uva autóctone (nativa) chamada Picapoll, da qual se obtém um vinho branco frutado, de aroma fresco, de boa textura e personalidade.

Esse vinho é elaborado pela Bodega Abadal, fundada em 1983. É um corte de 60% cabernet franc e 40% tempranillo, que passa 4 meses em barricas de carvalho francês e americano, de diversas idades. Tem 13,5% de álcool. 

Na taça a coloração é rubi, brilhante e com boa transparência. Aromas não muito intensos, mas de boa qualidade: frutos vermelhos delicados, framboesa, cerejas e lembrança de especiarias. Tem corpo médio, com taninos finos e boa acidez. Fruta muito intensa, mas com delicadeza, provavelmente por conta da tempranillo

Bem equilibrado. Álcool sem aparecer. A cabernet franc parece ter contribuído para certa potência, embora prevaleça a elegância e delicadeza no vinho. Final persistente, repetindo fruta e boca seca pelos taninos. 

Vinho que parece estar com um pé no Velho e outro no Novo Mundo do Vinho. Experiência interessante considerando o corte e a região. Obrigado, amigo Deco!

* Para saber mais sobre a uva Picapoll: https://goo.gl/7FEfsT


Detalhes da compra:

O vinho é importado pela Decanter, que o vende em sua loja virtual por R$91.

* Esse é o 117º vinho que comento para a CBE, primeira e única confraria virtual do Brasil, desde fevereiro de 2007.  

Saúde a todos!



Nenhum comentário: