23 outubro 2016

Esvaziando a adega :: Vallontano Reserva Merlot 2005


Respeito muito os vinhos e espumantes da Vinícola Vallontano, uma das primeiras que conhecemos quando visitamos o Vale dos Vinhedos pela primeira vez, em 2008. Sob o comando do enólogo Luis Henrique Zanini, a vinícola elabora aproximadamente 45 mil garrafas por ano, entre espumantes e vinhos tranquilos. Foi fundada em 1999. 

Comprei esse Merlot no varejo da vinícola e ele ficou devidamente acondicionado em adega climatizada, junto com muitos outros vinhos da histórica safra de 2005, considerada e melhor desse século naquela região gaúcha.

Mas, o que esperar de um vinho com 11 anos de idade? Bem, se for um tinto brasileiro eu espero que ainda esteja vivo, com notas lembrando a evolução, mas ainda capaz de demonstrar boa estrutura e até uma capacidade para ser guardado por mais alguns anos. E com esse aqui a expectativa se confirmou. 

Na taça a coloração é rubi, com discreta lembrança de que era um vinho com essa idade. Aromas intensos, com destaque inicial para um tostado bem presente. Após um tempo de aeração a boa fruta madura toma conta, acompanhada de notas complexas lembrando folhas secas, feno, flores e, claro, o tostado da madeira.

Em boca está muito vivo, com taninos que ainda poderiam evoluir e a boa acidez que caracteriza os tintos do Vale dos Vinhedos. Muitas flores, como violetas e lírios, formando bom conjunto com a fruta, notas de café e baunilha. Final de longa persistência. Boa complexidade!

Vinho ainda potente, capaz de acompanhar pratos de igual característica. Ainda poderia evoluir porque tem muita estrutura para isso, mas considero que foi aberto em um momento muito bom, porque gosto de vinhos evoluídos, mas que ainda tenham boa fruta para deixar o vinho agradável.

Na garrafa ficaram muitos depósitos, o que é bem natural para um vinho dessa idade e poderíamos ter usado um decantador, mas não foi o caso.

Tem 13,5% de álcool e foi elaborado com uvas da Indicação de Procedência Vale dos Vinhedos, hoje uma Denominação de Origem. Teve maturação de 8 meses em carvalho e envelhecimento em garrafa. Foram elaboradas 10.000 garrafas. Abrimos a de nº 7.749.


Detalhes da compra:

Como disse acima, comprei esse vinho no varejo da vinícola pagando R$45 há muitos anos. A safra atualmente comercializada (2008) é vendida por R$ 69. 

Saúde a todos!



Nenhum comentário: