01 agosto 2017

Vinho do mês para a Confraria :: Flor das Tecedeiras Tinto 2014 #CBE



País: Portugal
Região: Douro
Uvas: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Barroca, Touriga Franca, Tinta Amarela e Vinhas Velhas
Maturação: sem passagem por barricas de carvalho
Álcool: 14%

Se me perguntam que vinhos portugueses são meus preferidos a minha resposta depende do tempo que tenho para pensar. Se tiver tempo par argumentar darei uma resposta mais genérica, elegante, sem bater o martelo, porque não dá para eleger um vinho preferido de um país tão gigante no que diz respeito a vinhos. Mas, se querem uma resposta automática, responderei: tintos do Douro.

Por isso, quando a confrade Fabiana Gonçalves, do excelente blog Escrivinhos, me pediu para indicar o vinho do mês para a Confraria Brasileira de Enoblogs - CBE não tive muita dúvida, até porque tinha esse vinho na adega e estava com vontade de abri-lo. 

Esse tinto é um corte de cinco variedades típicas de Portugal, sem passagem por madeira. O toque interessante é que no corte também entram "vinhas velhas", que são uvas de vinhedos antigos que não necessariamente são identificados pelos enólogos. Sim, não interessa muito que uva sejam, desde que contribuam para aumentar a qualidade do vinho. 

Na taça tem coloração rubi intensa, brilhante. Os aromas têm boa intensidade, frutos vermelhos e negros, com algumas notas florais. Em boca tem bom corpo e apresenta-se intenso no frutado e em sua estrutura. Taninos firmes e acidez marcante. Confesso que errei um pouco a temperatura e o vinho ficou mais frio do que deveria, então demorou um pouco para mostrar toda sua expressão. Não cometa o mesmo erro!

Em boca, além dos frutos vermelhos e negros, apresenta notas discretas de baunilha, mesmo sem passar por madeira, tendo também boa mineralidade e presença floral. Um vinho de média complexidade e que poderá ser guardado por mais 2-3 anos para evoluir, embora esteja em ótimo momento. Final persistente e prazeroso. 

Um vinho que confirma toda a tradição dessa região que eu tanto aprecio. Ideal para acompanhar uma infinidade de pratos, desde a tradicional tábua de frios, como também pizzas, carnes vermelhas grelhadas e massas. Não me parece um vinho para apenas bebericar, como se fosse um simples aperitivo. 


Detalhes da compra:

O vinho é importado pela Winebrands e vendido em sua loja virtual por R$80. 

* Esse é o 125º vinho que comento para Confraria Brasileira de Enoblogs, a primeira e única confraria virtual brasileira, fundada em fevereiro de 2007. 

Saúde a todos!



Nenhum comentário: